VIDEOS

 

Nesta lição, o comentarista apresenta Manassés, rei de Judá, filho do piedoso Ezequias. Manassés viu milagres acontecerem e a operação divina sobre o Reino do Sul; contudo, mesmo assim, entregou-se à idolatria (2 Rs 21.1-3). Ao final do estudo, professores e alunos serão levados a refletir sobre o perdão divino e ter esperança na graça e misericórdia de Deus.

 

Nesta lição, o comentarista discorre sobre a história do rei Ezequias. Atual e desafiadora, essa narrativa se aplica perfeitamente na sociedade moderna, pois enfrentamos, nesse tempo, as mesmas dificuldades espirituais daquela época (1 Co 10.14). Ao final do estudo, professores e alunos serão desafiados a confiar na intervenção divina, mesmo diante das piores adversidades (2 Rs 19.15-19); a clamar ao Pai no dia da angústia (2 Rs 20.1-6); e a cerrar as portas de sua casa à visitação do inimigo (Jo 10.10).

 

Nesta lição, o comentarista apresenta Uzias, um dos maiores reis da nação de Judá, que iniciou sua gestão fazendo o que era reto aos olhos do Senhor (2 Cr 26.4), e assim permaneceu durante muitos anos, a ponto de sua fama voar até muito longe (2 Cr 26.15). No entanto, no decorrer de seu governo, devido ao pecado da soberba, ele foi ferido com lepra. Ao final do estudo, professores e alunos serão convocados à reflexão sobre a mais emblemática lição extraída do reinado de Uzias: mais importante que alcançarmos nossos objetivos são os caminhos que percorremos para atingi-los.

 

Nesta lição, o comentarista apresenta um personagem emblemático na construção da história israelita: o compassivo rei Josafá, do Reino do Sul. Focando as alianças nocivas que Josafá estabeleceu com Acabe, ao final do estudo, professores e alunos serão convocados a romper alianças destrutivas; a mostrarem-se aptos a ouvir a voz do Senhor; a confiar Nele e a render adoração ao Único capaz de dar-lhes a vitória.

 

Nesta lição, o comentarista discorre sobre a vida de Acabe, sexto rei de Israel. Este filho de Onri institucionalizou o culto a Baal, permitindo-se ser manipulado por sua mulher, Jezabel, a astuta e sanguinária princesa de Sidom. Acabe foi um dos mais corruptos e débeis soberanos do Reino do Norte, suscitando mais intensamente a ira de Jeová do que os anteriores governantes de Israel (1 Rs 16.28-33). Ao final do estudo, o comentarista evoca a seguinte reflexão: podemos permitir que alguém faça escolhas e tome decisões por nós (1 Rs 21.25), mas também podemos escolher enfrentar com Deus (e em Deus) os desafios que se nos interpõem.

 

Nesta lição, o comentarista abordará o reinado de Asa, soberano de Judá, o primeiro regente das tribos do Sul a ser fiel a Deus depois da divisão do reino. Enquanto atentou para as instruções do Altíssimo, Asa foi vitorioso; entretanto, a partir do momento que não deu ouvidos às palavras do Senhor, sofreu as consequências de seus atos. Ao final do estudo, professores e alunos serão levados a refletir sobre a importância de manterem-se firmes na Rocha da Salvação, pois somente Ele, o autor da vida, pode fazê-los encontrar respostas, alento, esperança e vitória; somente Ele pode restaurar a saúde física, emocional e, sobretudo, espiritual daqueles que o temem.

 

Nesta lição, o comentarista apresenta as circunstâncias que levaram Jeroboão a assumir o trono de Israel (Reino do Norte), considerando as principais características de seu governo. Ao final do estudo, professores e alunos serão levados à compreensão de que Deus, o Todo-poderoso Senhor, é quem levanta e depõe governantes para executar Seus intentos eternos. Além disso, a partir do reinado de Jeroboão, o estudante da Palavra de Deus será exortado a não permitir que interesses pessoais se interponham à vontade divina.

 

Nesta lição, o comentarista apresenta os motivos que deflagraram o grande cisma israelita, considerando as características da pessoa e do reinado de Roboão, principal responsável pela divisão de um reino, até então, unificado. Ao final do estudo, professores e alunos serão levados a refletir sobre o significado da humildade em contraposição à soberba, manifesta nos atos deste filho de Salomão.

 

Nesta lição, o comentarista apresenta a vida do rei Salomão, seu fabuloso reino e a sabedoria que Deus lhe concedeu. Além disso, discorre sobre as transgressões deste filho de Davi, analisando a natureza e a consequência de seus pecados. Ao final do estudo, alunos e professores serão levados a refletir sobre a importância da sabedoria nos dias atuais. Segundo o comentarista, diversas crises, sobretudo a de caráter, poderiam ser evitadas se líderes e governantes utilizassem essa virtude divina para exercerem sua autoridade com justiça.

 

Nesta lição, o comentarista discorre sobre a vida do rei Davi, o filho caçula de Jessé que, ainda hoje, é considerado um dos nomes mais importantes na expressão da cultura judaica e na história do povo de Israel (1 Rs 1—11). A biografia do mais eminente rei de Israel descreve um notável líder inspirado por Deus, que assumiu uma nação derrotada e dividida — em função da má administração de seu antecessor, Saul — e construiu um estado proeminente. Ao final do estudo, alunos e professores compreenderão o real significado de ser um homem segundo o coração de Deus.

 

Nesta lição, o comentarista apresenta: (1) os motivos que levaram Israel a instituir a monarquia como forma de governo; (2) a unção e ascensão de Saul ao trono; (3) os motivos que o levaram a ser rejeitado por Deus. Ao final do estudo, professores e alunos serão levados a refletir sobre o fato de o Senhor preferir a obediência ao sacrifício (1 Sm 15.22).

 

Nesta primeira lição, o comentarista leva o estudante da Palavra de Deus a compreender o conceito de teocracia no Antigo Testamento, apresentando as principais características de um estado teocrático. Além disso, ressalta o fato de, nos reinos de Israel e Judá, alguns monarcas terem procedido de modo incorreto, e outros, de modo correto. Ao final do estudo, alunos e professores são incentivados a aplicar o princípio da teocracia (governo divino) à sua própria vida.

 

Nesta lição, concluindo a série de estudos que remontam à essência do Evangelho de Cristo, o comentarista ressalta a esperança do crente em relação à vida futura. O que é esperança? Como obtê-la? Quais são suas recompensas? Essas e outras perguntas serão respondidas pelo autor ao longo dessa lição. Revista: https://www.editoracentralgospel.com/...

 

Nesta lição, o comentarista dispõe-se a responder à seguinte pergunta: Santidade é uma virtude que ficou restrita aos indivíduos que, em tempos antigos, viveram enclausurados em conventos ou monastérios, isolados como eremitas, separados da sociedade, longe do convívio social, ou trata-se de uma realidade perfeitamente possível aos cristãos do presente século?

 

Bereana Liçã0 10 - Fidelidade Incondicional a Deus

Lição Ministrada pelo Professor Jailton Lima 01/06/2018

Curta a nossa página no facebook: facebook.com/advecoficial Estamos ao vivo com a Escola Bereana Venha estar conosco aprendendo mais sobre a palavra de Deus. Rua Montevidéu 900, Penha-RJ #ManifestarAFé

 

Resumo da Lição 10 - Fidelidade Incondicional a Deus

Nesta lição, o autor pontua que o verdadeiro cristão esforça-se para ser fiel a Deus em todas as circunstâncias: na pobreza ou na riqueza; na escassez ou na abastança; na saúde ou na doença. O autor discorre sobre as áreas da existência em que o crente pode demonstrar sua fidelidade, apontando, ao final da lição, as recompensas reservadas para aqueles que se mantêm fiéis ao Senhor.

 

Bereana Lição 08 - O Fruto espiritual

Lição Ministrada pelo Pastor Vicente Sabatino.

Curta a nossa página no facebook: facebook.com/advecoficial. Estamos ao vivo com a Escola Bereana. Venha estar conosco aprendendo mais sobre a palavra de Deus. Rua Montevidéu 900, Penha-RJ

 

Painel Teológico da Central Gospel | Ser um Verdadeiro cristão | 02/03/18

Hoje às 19h30 será realizado pela Central Gospel o painel teológico sobre a nova revista da escola bíblica dominical: Ser um verdadeiro cristão. O comentarista da lição do próximo trimestre é o nosso pastor Silas Malafaia, que irá tratar de assuntos referentes a vida cristã, como fé, conflitos, fruto do Espírito, esperança, adoração, entre outros.